Comer Emocionalmente: As Emoções e a Alimentação

Por que será que temos tanto medo dos sentimentos? As emoções, incluindo os pensamentos negativos, fazem naturalmente parte do ser humano. Todo mundo experimenta-os todos os dias. No entanto, algumas pessoas lidam com emoções difíceis de serem reprimidas. E acaba tornando-se um hábito automático varrer esses sentimentos desagradáveis ​​para debaixo do tapete e deixar de perceber, conscientemente, o que o corpo está sentindo.

Comer emocionalmente às vezes é um mecanismo de enfrentamento, mas como consequência, você acaba não permitindo que os sentimentos fluam naturalmente. As próprias emoções são sentidas no corpo, fisicamente. Observe como as emoções podem, por vezes, ser sentida como um nó no estômago, uma sensação de aperto na região do peito, um aperto dos ombros e pescoço, ou talvez uma tensão batendo na cabeça. Se uma emoção fica bloqueada e não é capaz de fluir livremente, ela fica presa ao seu corpo. E a resposta natural é procurar alguma forma de nos fazer sentir melhor.

Continue reading Comer Emocionalmente: As Emoções e a Alimentação

Dez Maneiras Fáceis Para Economizar 100 Calorias

É fácil notar o ganho de peso alojado em nós. Um cookie aqui, um coquetel ali – às vezes é difícil manter o controle! Por isso estamos aqui para sugerir 10 maneiras fáceis de cortar 100 calorias de sua rotina e dar um salto em seu plano de alimentação saudável. 😀

1. Você gosta de apreciar um copo de suco de laranja todas as manhãs? Um copo de suco de laranja contém 110 calorias e 21 gramas de açúcar! (Isso é quase 80% do valor diário recomendado!) Troque seu suco por uma laranja fresca e um copo de água. Você ainda vai ter o sabor doce da fruta, além de todos os benefícios nutricionais, mas com apenas ⅓ das calorias.

Continue reading Dez Maneiras Fáceis Para Economizar 100 Calorias

Como A Alimentação Consciente Pode Ajudá-lo A Ser Saudável + 5 Dicas

Petiscar, beliscar sempre que cozinhar ou comer enquanto escrever e-mails, comer durante o caminho para o trabalho. Acumular tarefas pode economizar tempo, mas quando se trata da sua alimentação, há também um custo a se considerar: a distração.

Se alimentar ao fazer muitas coisas ao mesmo tempo, não permite que você esteja ciente do que esteja fazendo. Alguma vez você já se sentou em frente à TV com um saco de batatas fritas ou uma bacia com sorvete, e por arte da magia a comida desaparece enquanto você se pergunta qual foi sua última mordida? Ou talvez você note que são 22h e perceba que não consumiu todas as calorias necessárias para o dia e decide devorar uns cookies, embora não esteja com fome. Se comer é o resultado de distração física ou emocional, ambos têm o mesmo resultado final: o hábito alimentar.

Continue reading Como A Alimentação Consciente Pode Ajudá-lo A Ser Saudável + 5 Dicas

Deliciosas maneiras de aumentar seu consumo de fibra

 

Organic berriesA fibra é um dos nutrientes mais fáceis de incorporar em sua dieta, e um dos mais importantes. No entanto, muitas pessoas não obtém os tão necessários de 25 a 35 gramas diárias recomendados para uma dieta saudável. Ingestão insuficiente de fibras pode aumentar o risco de muitos problemas de saúde, incluindo constipação, colesterol elevado, ganho de peso, síndrome do intestino irritável, e até mesmo câncer de cólon.

O que é de fibra?
A fibra é a parte fibrosa de um alimento vegetal que o seu organismo não consegue digerir. Portanto, quando ela passa pelo sistema digestivo, age como uma vassoura, varrendo todas as sobras de resíduos desnecessários de alimentos de fácil digestão. Fibra pode ser encontrada naturalmente em muitos alimentos, e em forma de suplemento. Aqui estão algumas maneiras fáceis de adicionar fibras à sua dieta:

Substitua o pão branco pelo pão integral
Muitos pães são carregados de fibra, afinal, apenas ½ xícara de farinha de trigo integral contém mais de 7 gramas. Procure pelas palavras “trigo” no começo da lista de ingredientes, mas lembre-se de ler os rótulos nutricionais com cuidado. Só porque um pedaço de pão afirma ser de “trigo” não significa que ele inclui uma boa dose de fibra no pacote. Muitos desses rótulos atraentes podem oferecer apenas 1 grama de fibra dietética, o que significa que o pão é feito principalmente a partir de farinha branca, e não todo o trigo.

Deixe os cereais açucarados nas prateleiras
Cereais integrais e farelo de aveia são geralmente cheios de fibra, cerca de 5 gramas em 3/4 xícara. Leia os rótulos nutricionais do seu cereal matinal favorito antes de levar para casa, se ele oferecer de 10 a mais gramas de fibra por porção, essa é uma excelente escolha! Se você está tendo dificuldade em consumir estas variedades mais saudáveis​​, tente adicionar um pouco de açúcar naturalmente com frutas frescas, leite de soja de baunilha, um toque de mel ou adoçante sem açúcar.

Feijão
Feijão e legumes são sempre uma escolha saudável, geralmente contendo 6-7 gramas de fibra por 1/2 xícara (quando cozido). Além disso, você pode facilmente adicioná-los em praticamente qualquer refeição. Como um lanchinho rápido, em sopas ou adicionados a saladas, ou até mesmo no lugar da carne em um prato principal, o feijão tem uma combinação saudável de fibra, proteína e gordura saudável que mantém você saciada.

Adoce com frutas, adicione volume com legumes
Frutas e vegetais são notórios alimentos de “dieta”, mas na verdade devem ser alimentos básicos na dieta de todos. Estas maravilhas saborosas são excelentes em adicionar volume à refeições, baixas em calorias e ricas em fibra. Uma ótima combinação para qualquer pessoa que queira se satisfazer sem estourar a sua cota de calorias.

Uma xícara de framboesas frescas contém 8 gramas de fibra, e amoras estão logo atrás,com cerca de 7,5 gramas. Pêras, ameixas e maçãs têm cerca de 4 gramas de fibra por porção.

Os vegetais são um pouco menor na categoria de fibras, mas ainda assim são uma grande fonte desse nutriente. Abobrinha (1/2 xícara cozida) e corações de alcachofra (1/2 xícara cozido), oferecem cerca de 4,5 gramas de fibra, e uma batata cozida (com a pele) fornece um pouco menos de 4 gramas. Obtenha 2 gramas de fibra em uma porção de brócolis, aspargos, couve, cenouras, feijão verde, espinafre, alface ou tomates.

Suplemento, mas somente como um último recurso
Fibra dietética é disponível também em suplementos de cápsulas, biscoitos, e até mesmo como bebidas. Estes produtos geralmente variam em cerca de 4-10 gramas de fibra por porção, e podem ser encontrados na seção de vitaminas ou suplementos na farmácia ou em lojas especializadas. Porém os suplementos de fibras, como as vitaminas, não substituem a necessidade do seu corpo de alimentos saudáveis, e você deve sempre consultar com um médico antes de tomar qualquer um deles.

Mais dicas
Apenas algumas simples mudanças em seus hábitos diários pode realmente aumentar a sua ingestão de fibra. Lembre-se de aumentar a fibra lentamente ao longo do tempo, permitindo que o seu corpo se adapte, e beba mais líquidos, especialmente água. Fibra age como uma esponja. Ela irá absorver a água, adicionando volume às suas fezes, tornando-a mais macia e mais fácil de eliminar do corpo.

Escolha frutas e/ou legumes frescos ao invés do suco
Para obter mais fibras e nutrientes, consuma a pele de frutas e legumes limpos
Inclua farelo e grãos integrais na sua alimentação diariamente
Beba mais água para acomodar o seu aumento da ingestão de fibras e reduzir a indigestão
Coma menos alimentos processados ​​e mais alimentos naturais
Tente atender às suas necessidades de fibra com os alimentos em vez de suplementos

Um grande aumento na fibra ao longo de um curto período de tempo, pode resultar em inchaço, diarreia, gases, e desconforto. É melhor adicionar fibras à sua dieta gradualmente, ao longo de um período recomendado de cerca de três semanas, para evitar problemas abdominais.

Como resistir à junk foods

Só porque tem uma saco de batatinhas chamando seu nome lá da cozinha não significa que você tem que correr para ‘salvá-las’. Leia mais para aprender a silenciar seus desejos especialmente quando você está rodeada de junk foods e dar uma levantada na sua força de vontade.

Esqueça as desculpas! 

Você provavelmente já se encontrou nesse tipo de situação: encarando na vitrine da padaria um pedaço de bolo, você até pode sentir o gosto açucarado na sua boca só olhando para ele. Enquanto isso, no seu armário se encontra aquela calça jeans que você comprou, uma tamanho menor para se esforçar na dieta. E você tem sido tão boa e disciplinada esses últimos dias, até comeu salada ontem…um pedacinho só não vai fazer diferença…vai? Bom, sem querer estragar o seu sonho doce, VAI SIM! Nós sempre tentamos achar uma desculpa para justificar uma ‘jacada’, especialmente quando estamos com fome. Felizmente existem tácticas que podemos utilizar para nos convencer em continuar com o plano de dieta. Veja como resistir à tentações:

Continue reading Como resistir à junk foods

Inclua esses 9 alimentos que baixam colesterol na sua dieta

Organic almonds

 

 

A má alimentação é uma das principais causas dos altos níveis de colesterol. Mas hoje lhe trazemos boas notícias, inclua esses 9 alimentos na sua dieta e baixe seu colesterol naturalmente.

Amêndoas
As amêndoas são muito poderosas quando se trata de reduzir o colesterol. Em primeiro lugar, elas são ricas em gorduras insaturadas que ajudam a elevar o colesterol saudável enquanto reduzem o colesterol ruim. Em segundo lugar, essas gorduras também ajudam a tornar o colesterol LDL menos propenso a se oxidar. Isso é bom porque quando LDL se oxida, é mais provável que suas artérias se estreitem, cortando o fluxo de sangue para o coração. Porém lembre-se de que as amêndoas são ricas em calorias, e apenas 1 punhado por dia é suficiente para obter benefícios.

Azeite de oliva
Este óleo é um superstar nutricional, rico em antioxidantes e gorduras monoinsaturadas saudáveis ​​para o coração, que ajudam a diminuir o colesterol “ruim” LDL e aumentar o “bom” HDL. De fato, em um estudo de pessoas com colesterol alto, amostras de sangue apresentaram menor potencial de coagulação prejudicial apenas duas horas depois de que os indivíduos do estudo comeram uma refeição com azeite. Isso porque o azeite é rico em compostos fenólicos, substâncias vegetais que diminuem a probabilidade do sangue coagular. Cerca de 2 colheres de sopa por dia são suficiente para lhe trazer benefícios.

Aspárgos ao vapor
Nada como aspárgos ao vapor para ajudar a reduzir o colesterol. Outros vegetais que tem seus poderes benéficos potencializados após um banho de vapor são a beterraba, quiabo, cenoura, berinjela, feijão verde e couve-flor. Pesquisadores acreditam que cozinhar estes vegetais podem lhe ajudar a melhorar a ação dos ácidos biliares, o que significa que o fígado precisa utilizar-se de mais colesterol LDL em fim de formar bile. Isso se traduz em menos LDL circulando em sua corrente sanguínea.

Aveia
Começar o dia com uma tigela de mingau de aveia quente é uma ótima maneira de iniciar o seu dia. De todos os cereais integrais, aveia é a melhor fonte de fibra solúvel, o tipo que forma um gel para evitar o colesterol de ser absorvido em sua corrente sanguínea. Tenha como objetivo consumir de 5 a 10 gramas de fibra solúvel por dia. Se você consome 1 ¼ xícaras de farinha de aveia cozida no café da manhã, você já começa o dia com 5 gramas consumidas logo cedo. Adicione ao seu mingau uma maçã picada e some mais 3 gramas de fibra. Fácil assim!

Feijão
Esse alimento tão tradicional na nossa cozinha é muito rico em fibra solúvel, que ajuda a reduzir o colesterol.  Meia xícara de feijão por dia pode reduzir o seu colesterol total em 8% em apenas 12 semanas. Dica: Se você usar feijões enlatados, enxágüe-os para remover o excesso de sódio.

Mirtilos
Você já ouviu falar muitas vezes que mirtilos são um superalimento. Eles ajudam a manter suas artérias limpas, reduzindo os níveis sanguíneos de LDL que entopem as artérias. Cientistas suspeitam que isso ocorre porque essa frutinha auxilia tão bem a função hepática do organismo. Como resultado o colesterol é eliminado do seu sistema muito mais facilmente. Desfrute de mirtilos frescos, congelados ou secos. Todos eles têm os mesmos benefícios.

Tomates
Um estudo recente comprova que incluir alimentos como o tomate, ricos em licopeno em sua dieta todos os dias por algumas semanas pode baixar seus níveis de colesterol ruim em até 10 por cento. Pesquisadores acreditam que o licopeno em tomates inibe a produção de LDL e, ao mesmo tempo ajuda a quebrar as gordura que entopem as artérias. Você precisa consumir pelo menos 25 miligramas de licopeno por dia para os obter tais benefícios e isso equivale a cerca de meia xícara de molho de tomate.

Abacates
Toda cozinha deve estar abastecida com abacates maduros. Por quê? Eles são repletos de gorduras monoinsaturadas saudáveis ​​para o coração que ajudam a derrubar o colesterol LDL ruim e triglicérides ao aumentar o HDL, colesterol saudável. Prepare vitaminas de abacate, adicione algumas fatias à um sanduíche, coloque em sua salada ou simplesmente espalhe um pouco sobre bolachas integrais com uma pequena pitada de sal grosso.

Chocolate
Se você é chocólatra assumido, aqui está uma boa notícia! Estudo após estudo confirmam que o chocolate meio-amargo é rico em nutrientes e bastante saudável​​. Ele está cheio de flavonóides, que são antioxidantes que ajudam a reduzir o colesterol, e também contém ácido oléico, o mesmo tipo de gordura monoinsaturada saudável para o coração encontrada no azeite de oliva. Para melhorar o seu colesterol, basta uma mordidinha, ou cerca de 25g de chocolate meio amargo por dia. E não se esqueça de verificar o rótulo para se certificar de que o seu chocolate tem pelo menos 70% de cacau. Cacau é o ingrediente onde estão todos os ingredientes saudáveis ​​para o coração.

Comer à noite engorda?

Será que comer à noite engorda como dizem?
Será que comer à noite engorda como dizem?

 

Será que comer tarde da noite engorda?

É ruim para a dieta comer à noite? Será que engorda comer depois de 19:00hrs? Estas são apenas algumas perguntas que as pessoas têm quando se trata de planejar o seu programa de perda de peso.

 

 

O importante é balancear as calorias

A coisa importante a lembrar quando se trata de perda de peso é o equilíbrio calórico. Quando ingerimos mais calorias do que queimamos, ganhamos peso. Não importa se você come todos os seus alimentos em uma refeição, ou se você acorda no meio da noite para comer. Se você comer mais calorias do que você queima, você vai ganhar peso. O oposto também é verdadeiro. Se você queimar mais calorias do que você come, você vai perder peso. Como mágica não é? 😉 Não importa se você come uma, duas, ou dez refeições por dia. A perda de peso se resume ao equilíbrio de calorias.

Por outro lado , o nosso objetivo não é perder peso. Nosso objetivo é perder gordura. O que você come e quando você come pode afetar a sua composição corporal . Então, como tudo isso se relaciona a comer tarde da noite ?

Leia mais sobre a diferença entre perda de peso e perda de gordura.

A chave para comer a noite sem engordar e maximizando a perda de gordura, é manter a ingestão de carboidratos a um nível mínimo. A razão para isso é porque os carboidratos aumenta seus níveis de açúcar no sangue. Quando o açúcar no sangue fica muito alto, a insulina é liberada a fim de armazenar o excesso de glicose no sangue. O problema com isto é que, quando a insulina é alta, o hormônio do crescimento é baixo, e vice-versa. Estes dois hormônios poderosos são inversamente correlacionados.

Potencialize a ação do hormônio do crescimento à noite

Queremos que o nosso hormônio do crescimento (GH) seja capaz de fazer o seu trabalho durante a noite. Lembre-se, os dois momentos em que GH é mais elevado é depois de um treino de alta intensidade e enquanto você está dormindo à noite. Se comermos uma refeição rica em carboidratos logo antes da hora de dormir, a capacidade do nosso corpo em liberar este hormônio de perda de gordura poderoso será inibida.

Se você quiser comer à noite, o que é perfeitamente aceitável, tente fazê-lo com que seja uma refeição rica em proteína, gordura e baixa em carboidratos. Esta deve ser uma refeição sólida, nada de shakes. Você precisa que esta proteína seja metabolizada lentamente durante a noite. O alimento sólido tem essa característica. Se você adicionar um pouco de gordura saudável nesta refeição, ela retarda a absorção dos nutrientes e metabolismo ainda mais. E se você realmente quer ter a refeição noturna perfeita, adicionar alguns vegetais verdes saudáveis. Esses vegetais contém poucos carboidratos porém são ricos em nutrientes e fibras. É a fibra que vai retardar a digestão e índice glicêmico (IG) da sua alimentação ainda mais.

Aqui estão apenas alguns exemplos de alimentos que você pode comer à noite

Carne , brócolis e nozes
Ovo, omelete de espinafre
Frango e salada de espinafre com molho de azeite e vinagre
Carne, aspargos e 1 colher de sopa de óleo ômega 3 (ácidos graxos essenciais)

Todas estas refeições seguem o princípio básico em incluir uma proteína magra, uma gordura saudável, e um carboidrato rico em fibras. Isto irá manter um bom suprimento constante de proteína para o seu organismo que irá auxiliar a reconstruição de tecido muscular enquanto você dorme. Essa refeição irá fornecer ácidos graxos essenciais para uma boa saúde geral, e vai te dar vegetais ricos em nutrientes para suprir seu corpo com todos os nutrientes que necessita para funcionar de forma melhor possível. Isso tudo ao mesmo tempo em que mantém os níveis de insulina baixos para evitar o armazenamento de gordura e colocando o seu corpo em um estado hormonal ideal para perder gordura e construir músculos enquanto você dorme.

É ruim para comer à noite? Engorda? Absolutamente não. Basta estar consciente do que você está comendo. Seu corpo precisa de nutrientes para funcionar o melhor possível, especialmente quando você está dormindo. Você está prestes a passar por um período de 8-12 horas sem alimentos. Este é o seu tempo de recuperação. Seja inteligente e dê ao seu corpo o que ele precisa para queimar gordura, mesmo enquanto você dorme 😉 

O que comer pós treino!

O que você come pós treino é tão importante quanto o exercício
O que você come pós treino é tão importante quanto o exercício

 Nos dias de hoje é muito importante manter uma alimentação adequada após os treinos para evitar desidratação e desnutrição, isso mesmo, desnutrição pode ser causada também pelo exagero nos exercícios físicos. Nesse artigo nós vamos discutir a importância de alguns alimentos que podem ser consumidos antes ou após os treinos, principalmente após que é quando vai dar aquela fome quase  incontrolável e a maioria das pessoas acaba consumindo mais do que realmente deveria passando a ter dificuldades no emagrecimento.

Se você quiser ingerir algo antes dos exercícios é aconselhável que seja 60 a 90 minutos, mas se for depois o ideal é que seja de 30 a 40 minutos depois. A alimentação vai lhe garantir uma ótima recuperação e alguns são conhecidos por aliviar microlesões causados nos músculos.

Aqui esta a lista de alguns alimentos para incluir após seus treinos e seus benefícios.

1 – Banana, ela contém potássio que é um mineral essencial para o bom funcionamento muscular, ajuda a evitar cãibras, o carboidrato presente na fruta é uma excelente fonte de energia e suas fibras também ajudam na recuperação do organismo.

2 – Canela, é conhecida por acelerar o metabolismo e se combinar com a banana ou whey protein os efeitos serão melhores ainda, pois fornece energia, mata a fome e alivia o desejo por doces, a canela também é conhecida no mundo dos atletas por ajudar a aliviar dores musculares.

3 – Pão integral com pasta de amendoim, essa combinação é ideal para quem quer ganhar massa magra, pois os aminoácidos presentes no pão integral combinados com o da pasta de amendoim formam uma cadeia completa de proteína.

3 – Iogurte grego, esse iogurte possui uma presença de proteína maior do que os normais, principalmente se for o natural sem açúcar e você poderá adicionar frutas como pêra ou maçã.

4 – Smoothies, são bebidas cremosas feitas com frutas, iogurte ou até shakes de whey protein, são uma forma rápida de incluir mais frutas, energia e aliviar o desejo por doces.

5 – Suco isotônico, dependendo do seu treino você vai precisar desse tipo de bebida, é ideal para exercícios de longa duração como corrida, natação ou ciclismo e ajuda a prevenir desidratação e repõe os nutrientes, você pode fazer seus próprios sucos com água de coco ou comprá-los prontos, porém não são adequados para quem terminou uma série de musculação, nesse caso inclua também uma barra de proteína.

Esses são alguns dos alimentos ideais para comer após os treinos, espero que gostem e não se esqueça de acessar o blog EmagrecerCerto.com para mais dicas também.

Obcecada com o seu peso? Jogue fora a sua balança!

O seu peso nem sempre é o melhor indicativo de boa forma ou saúde
O seu peso nem sempre é o melhor indicativo de boa forma ou saúde

Você está obcecada com o seu peso? Você se pesa diariamente ou quase todos os dias? Se você faz isso, PARE ! O sucesso não é medido pelos números em uma balança. A balança tem sua parte em lhe ajudar a alcançar seus objetivos? Certamente, mas isso é apenas uma das muitas ferramentas em seu arsenal que você pode usar para medir o seu sucesso. E infelizmente, é uma das ferramentas menos úteis.

Se você acha que tem uma personalidade obcecada com o seu peso, aqui vão algumas dicas de melhores maneiras de medir o seu sucesso:

Olhe-se no espelho. Você se vê melhor, mais bonita? Às vezes pode ser difícil perceber pequenas mudanças no espelho porque nos vemos com tanta freqüência. Mas o espelho pode ser uma das ferramentas de medição mais fáceis de usar e mais gratificantes.

Use uma fita métrica. Meça a circunferência da sua cintura, quadris, braços, pernas e peito. Se você achar que seus braços estão ficando maiores, mas sua cintura está ficando menor, é um sinal claro de que você está progredindo.

Use pinças de gordura corporal (adipômetro). Se você tem acesso à essa ferramenta tome as medições pele: dobra no seu abdômen, oblíquos, tríceps, costas, pernas e peito. Se esses números estão ficando menores em uma base semanal, esse é um certo indicativo de que você está perdendo gordura.

Tire fotos do progresso. Tire algumas fotos a cada duas semanas sob a mesma iluminação. Esta é uma ótima maneira de notar mudanças. Pequenas mudanças são muito mais perceptíveis quando você tem fotos do antes e depois, lado a lado no seu computador.

A balança não é sua amiga

A razão pela qual a balança não é uma ferramenta de medição boa é porque o seu peso pode não estar baixando durante a sua fase de reeducação alimentar, mas você ainda pode estar perdendo gordura. Isso acontece quando você quer perder gordura e ganhar massa muscular ao mesmo tempo.

Tome por exemplo, alguém que tem 81kg e com 20% de gordura corporal. Esta pessoa está carregando cerca de 16kg de gordura no seu corpo. Vamos supor que depois de meses de treino, essa pessoa se pese novamente. Ela novamente vê o número na balança: 81kg. A balança sugere que ela desperdiçou meses de suor já que não perdeu peso algum. O que a balança não mostra é que o seu percentual de gordura corporal caiu para 15%. Então, agora esta pessoa está carregando cerca de 12kg de gordura. Essa é uma perda de 4kg de gordura e um ganho de 4kg de músculo! De repente, o desânimo de não ver nenhuma mudança de peso tornou-se o incentivo e a prova de que todo esse trabalho duro está funcionando!

Mais do que provavelmente todas as 4 melhores maneiras de medir o sucesso irão mostrar progresso. Não só você irá se achar em melhor forma no espelho, mas notará que seu corpo tem uma melhor definição muscular, suas medidas de dobras cutâneas todas irão baixar e as medições da fita métrica mostrarão que a cintura e os quadris estão menores. Suas roupas provavelmente estão mais larguinhas e o seu cinto é ajustado com um furo à mais.

Não fique obcecada com o seu peso. Fique fora da balança se você não está vendo os números desejados, e use uma ou mais das técnicas alternativas de medição que sugerimos. Quantas vezes você pessoalmente não viu mudança na balança mas ouviu comentários de pessoas lhe dizendo que você parece em melhor forma?

Comer pode ser um vício!

O simples ato de comer pode ser um vício
O simples ato de comer pode ser um vício

 

Alguma vez você já se perguntou por que é tão difícil fazer dieta? Por que você até consegue seguir uma rotina alimentar diferente por alguns dias mas de repente desliza e enfia o pé na jaca, na melancia e em todas as outras ‘frutas’ imaginárias que derrotam qualquer dieta?  Qual a razão pela qual isso acontece?

A comida é uma droga

Tecnicamente dizendo, o efeito fisiológico que os alimentos tem no seu corpo são muito similares aos das drogas. Essa é uma das razões pela qual se torna tão difícil de manter a sua dieta no início, e é o que faz você comer os alimentos ‘proibidos’  após alguns dias. Então, porque isso acontece?

Os neurotransmissores são substâncias químicas que transmitem sinais através do cérebro. Existem vários tipos diferentes de neurotransmissores. A dopamina e serotonina são apenas alguns deles. Elas são as substâncias que lhe dão as sensações de prazer e bem-estar. Elas melhoram o humor e depressão e ajudam a controlar o apetite.

Muitas drogas ilícitas funcionam alterando esses neurotransmissores. A cocaína, ecstasy, ópio, heroína e várias outras drogas altamente viciantes aumentam a quantidade destas substâncias químicas no cérebro e lhe dão uma sensação de bem-estar. Quando esse sentimento desaparece, e as substâncias químicas retornam para níveis normais elas enviam sinais para o cérebro pedindo por mais. Por isso que muitas pessoas continuam a usar as drogas, por desenvolver esse vício, uma verdadeira dependência física; não às drogas, mas sobre o que as drogas fazem no seu corpo e cérebro.

Dependência Alimentar

A dependência alimentar funciona de uma forma muito semelhante à das drogas . Os hidratos de carbono e proteína controlam os níveis de neurotransmissores no cérebro. Quando você come uma refeição rica em carboidratos, que são ricos em açúcar, seu corpo libera essas químicas do bem-estar. De repente, esse sorvete, bolo ou pizza ou qualquer outro alimento altamente industrializado se tornou a sua “droga”. Você se sente satisfeita, adora comer essas comidas, e você realmente sente uma sensação de prazer quando está comendo.

Mas uma vez que os efeitos desses produtos químicos se desgastam, a mesma resposta fisiológica acontece: seu corpo e cérebro começam a querer mais do que tinha antes. Quanto menor os níveis dessas substâncias químicas, mais fortes são os desejos. Como resultado, a comida se torna um vício.

Por que as dietas falham

A maioria das dietas falham dentro das primeiras 24-48 horas, por causa deste desequilíbrio químico. Sua mente é muito poderosa e vai tentar convencê-la a lhe dar o que ela quer. A chave para resolver este problema é tentar manter um nível constante de neurotransmissores no cérebro. Nada muito alto e nada muito baixo. Fique longe de alimentos industrializados ​​que causam um pico desses produtos químicos e comece a comer alimentos naturais, integrais, que irão liberar os açúcares em um ritmo rápido e constante, de modo a evitar desequilíbrios.

Entenda como o vício em comer funciona e porque as dietas falham, assim você vai começar a desvendar os chamados “segredos” para o sucesso. Você acha que uma vez que passaram as primeiras 48 horas da dieta, ficou mais fácil? Quais são algumas das dicas que você poderia compartilhar para ajudar as pessoas a superar seu vício em comida? Compartilhe seus pensamentos na caixa de comentários abaixo! 😉