Como evitar comer sem atenção

 

 

eating

É possível parar de se encher de comidas só porque elas estão na sua frente. Elimine este péssimo hábito começando agora mesmo.

Comer sem pensar

Alguma vez você já se deparou com uma bandeja de aperitivos e não comeu nem um sequer? E uma porção de batatinha? Uma caixa de rosquinhas dando mole no trabalho ou em casa, você resiste? Coloque algo comestível na nossa frente, especialmente algo que não seja necessário usar talheres e caiba em uma só mordida e o destino é quase sempre certo: no nosso estômago. E muitas vezes essa atitude não distingue se estamos com fome ou não. É como um reflexo, e provavelmente está programado dentro de nós desde os dias das cavernas. É a maneira que a natureza age em se assegurar da nossa sobrevivência, porque os nossos antepassados ​​tiveram que comer sempre que a comida estava disponível.

Muitos milênios depois, é claro, o nosso organismo poderia usar um upgrade. Esse comportamento é incompatível com o nosso ambiente alimentar atual onde, por exemplo, existem 17 tipos de doces no posto de gasolina, locadora, e farmácia. O problema é que essas mudanças drásticas ocorreram nos últimos 30 anos, e isso não é tempo suficiente para que nós possamos alcançar essa evolução.

É como se nós não tenhamos tempo de nos adaptar biologicamente falando. Mas como indivíduos inteligentes que somos (pelo menos a maioria do tempo!), nós podemos nos treinar para parar de comer como uma resposta automática. O primeiro passo é estar ciente de que qualquer coisa que você comer que não seja parte do seu café da manhã, almoço, jantar ou um lanche planejado provavelmente não está sendo consumido para saciar a fome. Uma das maneira de controlar e mudar esse hábito é evitar comer durante uma outra atividade. Prepare-se para se alimentar em um ambiente tranquilo e agradável, evite comer da frente da TV, computador ou trabalhando.  Preste atenção nos sinais de fome e saciedade do seu corpo. Lembre-se de que o sinal de saciedade que é transmitido do estômago para o cérebro leva cerca de 30 minutos para ser interpretado. Sabendo disso, coma devagar e deguste o que está no seu prato. E da próxima vez em que você se deparar com uma bandeja de canapés logo após ter comido 3 coxinhas em uma festa de aniversário, se pergunte: será que eu preciso disso?

5 Dicas para controlar ataques de fome

Uma das partes mais difíceis de perder peso é aprender a controlar os desejos de comida. Praticar exercícios pode ser fácil para a maioria das pessoas, mas é a dieta que é difícil. Infelizmente, sua dieta é responsável por cerca de 80% do seu sucesso. Você pode malhar até que você esteja azul na cara, mas se a sua dieta não está sendo planejada corretamente os seus sonhos de um corpo perfeito sempre estarão fora de alcance.

A mente é muito poderosa , e pode facilmente convencê-la a atrapalhar sua dieta. Mudar seu estilo de vida é um verdadeiro exemplo de como você precisa assumir o controle de sua mente e corpo para ser bem sucedido. Se você deixar a sua mente controlar a sua dieta, você nunca vai alcançar seus objetivos.

Então, quais são algumas maneiras que podemos tomar de volta o controle de nós mesmos para nos manter no caminho certo para o sucesso? Aqui estão 5 dicas para controlar ataques de fome, elas são peças necessárias para o quebra-cabeças que é uma dieta ideal.

Continue reading 5 Dicas para controlar ataques de fome

Comer à noite engorda?

Será que comer à noite engorda como dizem?
Será que comer à noite engorda como dizem?

 

Será que comer tarde da noite engorda?

É ruim para a dieta comer à noite? Será que engorda comer depois de 19:00hrs? Estas são apenas algumas perguntas que as pessoas têm quando se trata de planejar o seu programa de perda de peso.

 

 

O importante é balancear as calorias

A coisa importante a lembrar quando se trata de perda de peso é o equilíbrio calórico. Quando ingerimos mais calorias do que queimamos, ganhamos peso. Não importa se você come todos os seus alimentos em uma refeição, ou se você acorda no meio da noite para comer. Se você comer mais calorias do que você queima, você vai ganhar peso. O oposto também é verdadeiro. Se você queimar mais calorias do que você come, você vai perder peso. Como mágica não é? 😉 Não importa se você come uma, duas, ou dez refeições por dia. A perda de peso se resume ao equilíbrio de calorias.

Por outro lado , o nosso objetivo não é perder peso. Nosso objetivo é perder gordura. O que você come e quando você come pode afetar a sua composição corporal . Então, como tudo isso se relaciona a comer tarde da noite ?

Leia mais sobre a diferença entre perda de peso e perda de gordura.

A chave para comer a noite sem engordar e maximizando a perda de gordura, é manter a ingestão de carboidratos a um nível mínimo. A razão para isso é porque os carboidratos aumenta seus níveis de açúcar no sangue. Quando o açúcar no sangue fica muito alto, a insulina é liberada a fim de armazenar o excesso de glicose no sangue. O problema com isto é que, quando a insulina é alta, o hormônio do crescimento é baixo, e vice-versa. Estes dois hormônios poderosos são inversamente correlacionados.

Potencialize a ação do hormônio do crescimento à noite

Queremos que o nosso hormônio do crescimento (GH) seja capaz de fazer o seu trabalho durante a noite. Lembre-se, os dois momentos em que GH é mais elevado é depois de um treino de alta intensidade e enquanto você está dormindo à noite. Se comermos uma refeição rica em carboidratos logo antes da hora de dormir, a capacidade do nosso corpo em liberar este hormônio de perda de gordura poderoso será inibida.

Se você quiser comer à noite, o que é perfeitamente aceitável, tente fazê-lo com que seja uma refeição rica em proteína, gordura e baixa em carboidratos. Esta deve ser uma refeição sólida, nada de shakes. Você precisa que esta proteína seja metabolizada lentamente durante a noite. O alimento sólido tem essa característica. Se você adicionar um pouco de gordura saudável nesta refeição, ela retarda a absorção dos nutrientes e metabolismo ainda mais. E se você realmente quer ter a refeição noturna perfeita, adicionar alguns vegetais verdes saudáveis. Esses vegetais contém poucos carboidratos porém são ricos em nutrientes e fibras. É a fibra que vai retardar a digestão e índice glicêmico (IG) da sua alimentação ainda mais.

Aqui estão apenas alguns exemplos de alimentos que você pode comer à noite

Carne , brócolis e nozes
Ovo, omelete de espinafre
Frango e salada de espinafre com molho de azeite e vinagre
Carne, aspargos e 1 colher de sopa de óleo ômega 3 (ácidos graxos essenciais)

Todas estas refeições seguem o princípio básico em incluir uma proteína magra, uma gordura saudável, e um carboidrato rico em fibras. Isto irá manter um bom suprimento constante de proteína para o seu organismo que irá auxiliar a reconstruição de tecido muscular enquanto você dorme. Essa refeição irá fornecer ácidos graxos essenciais para uma boa saúde geral, e vai te dar vegetais ricos em nutrientes para suprir seu corpo com todos os nutrientes que necessita para funcionar de forma melhor possível. Isso tudo ao mesmo tempo em que mantém os níveis de insulina baixos para evitar o armazenamento de gordura e colocando o seu corpo em um estado hormonal ideal para perder gordura e construir músculos enquanto você dorme.

É ruim para comer à noite? Engorda? Absolutamente não. Basta estar consciente do que você está comendo. Seu corpo precisa de nutrientes para funcionar o melhor possível, especialmente quando você está dormindo. Você está prestes a passar por um período de 8-12 horas sem alimentos. Este é o seu tempo de recuperação. Seja inteligente e dê ao seu corpo o que ele precisa para queimar gordura, mesmo enquanto você dorme 😉 

Comer pode ser um vício!

O simples ato de comer pode ser um vício
O simples ato de comer pode ser um vício

 

Alguma vez você já se perguntou por que é tão difícil fazer dieta? Por que você até consegue seguir uma rotina alimentar diferente por alguns dias mas de repente desliza e enfia o pé na jaca, na melancia e em todas as outras ‘frutas’ imaginárias que derrotam qualquer dieta?  Qual a razão pela qual isso acontece?

A comida é uma droga

Tecnicamente dizendo, o efeito fisiológico que os alimentos tem no seu corpo são muito similares aos das drogas. Essa é uma das razões pela qual se torna tão difícil de manter a sua dieta no início, e é o que faz você comer os alimentos ‘proibidos’  após alguns dias. Então, porque isso acontece?

Os neurotransmissores são substâncias químicas que transmitem sinais através do cérebro. Existem vários tipos diferentes de neurotransmissores. A dopamina e serotonina são apenas alguns deles. Elas são as substâncias que lhe dão as sensações de prazer e bem-estar. Elas melhoram o humor e depressão e ajudam a controlar o apetite.

Muitas drogas ilícitas funcionam alterando esses neurotransmissores. A cocaína, ecstasy, ópio, heroína e várias outras drogas altamente viciantes aumentam a quantidade destas substâncias químicas no cérebro e lhe dão uma sensação de bem-estar. Quando esse sentimento desaparece, e as substâncias químicas retornam para níveis normais elas enviam sinais para o cérebro pedindo por mais. Por isso que muitas pessoas continuam a usar as drogas, por desenvolver esse vício, uma verdadeira dependência física; não às drogas, mas sobre o que as drogas fazem no seu corpo e cérebro.

Dependência Alimentar

A dependência alimentar funciona de uma forma muito semelhante à das drogas . Os hidratos de carbono e proteína controlam os níveis de neurotransmissores no cérebro. Quando você come uma refeição rica em carboidratos, que são ricos em açúcar, seu corpo libera essas químicas do bem-estar. De repente, esse sorvete, bolo ou pizza ou qualquer outro alimento altamente industrializado se tornou a sua “droga”. Você se sente satisfeita, adora comer essas comidas, e você realmente sente uma sensação de prazer quando está comendo.

Mas uma vez que os efeitos desses produtos químicos se desgastam, a mesma resposta fisiológica acontece: seu corpo e cérebro começam a querer mais do que tinha antes. Quanto menor os níveis dessas substâncias químicas, mais fortes são os desejos. Como resultado, a comida se torna um vício.

Por que as dietas falham

A maioria das dietas falham dentro das primeiras 24-48 horas, por causa deste desequilíbrio químico. Sua mente é muito poderosa e vai tentar convencê-la a lhe dar o que ela quer. A chave para resolver este problema é tentar manter um nível constante de neurotransmissores no cérebro. Nada muito alto e nada muito baixo. Fique longe de alimentos industrializados ​​que causam um pico desses produtos químicos e comece a comer alimentos naturais, integrais, que irão liberar os açúcares em um ritmo rápido e constante, de modo a evitar desequilíbrios.

Entenda como o vício em comer funciona e porque as dietas falham, assim você vai começar a desvendar os chamados “segredos” para o sucesso. Você acha que uma vez que passaram as primeiras 48 horas da dieta, ficou mais fácil? Quais são algumas das dicas que você poderia compartilhar para ajudar as pessoas a superar seu vício em comida? Compartilhe seus pensamentos na caixa de comentários abaixo! 😉 

Você consegue manter a dieta em qualquer situação?

Tenha uma dieta à prova de balas! Hoje lhe damos a munição que você precisa para encarar qualquer situação sem arruinar o seu plano de emagrecimento.

Tomar decisões alimentares saudáveis ​​no dia a dia já é um desafio mesmo quando você mesma prepara as suas refeições. O que é ainda mais difícil? Não deslizar e manter a dieta em saídas com os amigos nos fins de semana, festas de aniversário, almoços de negócios, e casamentos, não é verdade?

Seja a sua decisão de manter o seu plano de emagrecimento em segredo ou avisar amigos e família que você deseja fazer mudanças na sua alimentação, qualquer escolha vai apresentar dificuldades! Não importa qual seja a sua situação ou desafio, o importante é saber lidar com isso com facilidade e ainda se divertir.

Viagens nos fins de semana

Prepare-se o melhor que puder antes do tempo. Escolha lanches saudáveis ​​e um pequeno lanche/almoço para a duração da viagem. Permita-se uma indulgência por dia. Pode ser uma taça de vinho ou uma pequena sobremesa depois do jantar. Dessa forma, você ainda vai se sentir como se estivesse comendo o que gosta, porém com certa moderação. Tente se exercitar pelo menos a cada dois dias, fazendo uma caminhada ou exercícios com pesinhos no seu quarto.

Sobrevivendo almoços de negócios

Se você tiver a oportunidade, escolha o lugar onde vai almoçar, selecionando um lugar que você sabe que tem opções mais saudáveis ​​. Pode ser um restaurante de sushi ou um lugar onde você pode obter proteína magra e pratos com verduras. Faça uma pesquisa dos cardápios online e decida antecipadamente o que você vai pedir. Então mantenha o seu plano, coma devagar e tome goles de água entre as garfadas. Se a sua companhia pedir sobremesa, peça um cafezinho ou cappuccino sem gordura para manter a dieta.

Mantendo o controle em festas, casamentos, etc..

Certifique-se de comer um lanchinho saudável e tente incluir um exercício naquele dia. Não chegue na festa com fome, coma uma fruta e uma pequena porção de proteína antes de sair de casa como uma maçã com uma fatia de queijo magro. Isto irá mantê-la saciada, quando confrontada com aperitivos que engordam e álcool durante a festa. Prefira aperitivos com vegetais, beba um copo de água para cada bebida alcoólica que você toma, evite entradas com molhos à base de creme, e se possível escolha peixe para o jantar. Pergunte a si mesmo: “Será que eu realmente preciso de um pedaço de bolo?” Se a resposta for sim, escolha uma pequena fatia, e vá queimar muitas calorias na pista de dança!

Coma devagar!

Coma com uma mão para baixo! 😉

eat fast
É assim que você se alimenta na maioria dos dias?

 

Estudos mostram que calma na mesa de jantar nos ajuda a perder peso, mas quem tem o auto-controle para isso? Em vez de tentar se esforçar em comer mais devagar, tente comer com a mão que não seja a dominante. Canhotos, faça o oposto.

Se você está comendo com as mãos (algo como um sanduíche) tente colocar sua mão dominante no bolso durante toda a refeição. Pegue sua comida e sua bebida apenas com a mão dominante.

Para adicionar um pouco mais de dificuldade, tente trocar seus utensílios. No entanto, se você está acostumada a fazê-lo dessa maneira, reverta-os.

Além de potencialmente poder causar uma grande bagunça, esse exercício pode realmente forçá-la a ir mais devagar nas refeições e emagrecer. Com o ritmo mais lento, o estômago tem mais tempo para dizer ao seu cérebro que está cheio.

Mais uma vantagem?  Você também vai desenvolver uma maior destreza com a mão não-dominante, algo que alguns dizem que aumenta a função cerebral.

Pode não ser fácil, mas é muito mais fácil do que queimar as calorias ingeridas em excesso 😉