Qual é o Melhor Momento do Dia para a Prática de Exercícios

Essa é uma das perguntas mais comum que recebemos de nossos usuários: Qual é a melhor hora do dia para praticar exercícios, se o objetivo é perder peso?

Você pode programar seu despertador antes de realizar seu café da manhã. Existem evidências de que quem se exercita com o estômago completamente vazio – ou, como os cientistas chamam “em jejum” – leva o corpo a queimar mais gordura e, potencialmente, evitar o ganho de peso, em comparação com a realização de exercícios em outros momentos do dia.

Continue reading Qual é o Melhor Momento do Dia para a Prática de Exercícios

Outros Benefícios dos Exercícios

Nós todos sabemos que o exercício é bom para nós. Mas você sabe o quão bom ele é? Vai além das vantagens físicas, pois o exercício proporciona uma infinidade de benefícios para o seu corpo e sua mente.

O exercício contribui com a saúde e combate as doenças

A atividade física regular pode diminuir o risco de doenças cardíacas, diabetes, derrame, artrite, hipertensão arterial, e certos tipos de câncer. Você não tem de participar de um triatlon para colher os benefícios do exercício físico. De acordo com a Harvard School of Public Health, uma caminhada de 30 minutos, cinco dias por semana é tudo o que precisamos para ajudar a combater as doença.

Melhora o humor

Está se sentindo preso ou pouco criativo? Tente fazer uma caminhada rápida. A atividade física pode melhorar imediatamente o seu estado de espírito, incentivando o lançamento de vários produtos químicos vindos do seu cérebro que irão promover felicidade e relaxamento. O exercício também tem a capacidade de aumentar a auto-estima, mesmo antes de mudanças físicas serem notadas no corpo. Está precisando de mais provas? Estudos têm demonstrado que a prática de exercícios em ambientes externos tem um efeito ainda maior em aumentar a auto-confiança do que os treinos em ambientes fechados.

Continue reading Outros Benefícios dos Exercícios

Exercício e atividade física contra o câncer

Exercícios e atividade física contra o câncer
Exercícios e atividade física contra o câncer

Não é necessariamente uma novidade dizer que o exercício e a atividade física tem muitos benefícios para a sua saúde. Na verdade, pode-se argumentar que é bastante seguro dizer que os benefícios em se exercitar foram muito bem documentados ao longo dos anos. Sejam os benefícios relacionados à perda de peso, à saúde cardiovascular ou a saúde mental, as pessoas sabem que se exercitar é importante para manter a saúde. Mas descobertas recentes estão mostrando que podem haver outros benefícios desconhecidos anteriormente: poderia ser que atividade física combate o câncer?

À medida que mais e mais investigações e estudos são feitos, fica mais claro que o exercício e câncer estão conectados. Isto é devido em grande parte à presença de substâncias químicas importantes para o corpo que são inerentes ao exercício e atividade física. Treinar em academias ou simplesmente praticar atividades físicas são maneiras naturais de gerenciar níveis de insulina no sangue, prostaglandinas e ácido biliar, entre outros. Estas substâncias químicas quando fora de seu equilíbrio natural podem promover o desenvolvimento de muitos tipos de câncer, incluindo câncer de estômago, mesotelioma testicular e câncer pancreático. A melhoria da função respiratória é um dos principais benefícios do exercício físico regular. Isso ajuda com que você possa correr mais rápido, manter sua frequência cardíaca mais baixa, e melhora o transporte de oxigênio na corrente sanguínea. Também ajuda a prevenir os tipos de câncer respiratórios, como mesotelioma papilar e câncer de pulmão.

Com todos os benefícios que ele oferece, o exercício não deve ser visto como benéfico apenas às pessoas que buscam prevenir o câncer; pessoas já afetadas pela doença podem ajudar a acelerar a sua recuperação também. Pode parecer intimidante, mas aqueles com câncer podem obter muitos benefícios ao praticar exercícios de baixa intensidade. Como exercícios podem aumentar os níveis de serotonina, pode-se melhorar as perspectivas de saúde dos pacientes com câncer. Além disso, um estudo realizado recentemente pelo Canada Research Chair sobre atividade física revelou que, os pacientes com câncer de mama que passaram por exercícios leves melhoraram sua aptidão física, bem como níveis de força e auto-estima. O exercício também ajudou com sucesso quimioterapia.

O exercício tem definitivamente mostrado seu valor na luta contra o câncer, no entanto, é sempre importante seguir as recomendações do seu médico. Como cada caso é diferente, se um médico sugere que você conserve a sua energia, é mais provável que essa seja a melhor escolha. À medida que mais benefícios do exercício são descobertos é importante espalhar a consciência de como isso pode ajudar na luta contra o câncer.

Exercícios aliviam stress e ansiedade

Além de benefícios à sua saúde física, exercícios aliviam stress e ansiedade
Além de benefícios à sua saúde física, exercícios aliviam stress e ansiedade

 

Você pode já ter tentado diferentes medicamentos para ansiedade ou stress, mas eles ou não funcionam , ou fazem que você se sinta “diferente”. Talvez você simplesmente não goste da idéia de estar usando remédios para isso. Então, qual a sua melhor opção? A sua resposta pode ser…

Se exercite!

Obviamente você não deve parar de tomar medicação recomendada por médicos após ler este artigo. O ponto que estamos tentando explorar é que exercícios são um grande apaziguador do stress.

O exercício libera endorfinas

As endorfinas, abreviação de morfina endógena, são os produtos químicos (peptídeos opióides) que fazem você se sentir bem e que seu corpo libera em resposta a certas coisas como exercícios, orgasmo, dor e amor para citar alguns. Se exercitar é árduo e às vezes doloroso, mas é também uma boa maneira de liberar endorfinas. Se você estiver treinando e testando seus limites fisicamente (com segurança), seu corpo vai liberar endorfinas em resposta ao stress físico que seu corpo está passando.

Essas endorfinas são um grande apaziguador do stress. Se você já reparou como se sente bem depois de um treino duro, saiba que essa é a razão. Essa ‘liga’ que acontece depois de exercícios extenuantes provoca uma liberação de endorfinas para lidar com o stress. Tente ir além de suas limitações físicas e mentais naturais, e o seu corpo vai responder lhe premiando com sentimentos de euforia e felicidade. Com todos os desafios e dificuldades do dia a dia na nossa vida, bem como a ansiedade que acompanha muitas dessas situações, o exercício pode nos ajudar a nos distrair e canalizar essa energia em algo positivo.

Conectando os pontos entre depressão e a obesidade

Há uma forte ligação entre depressão e obesidade. O que veio primeiro: o ovo ou a galinha? Será que a obesidade causa depressão, ou a depressão causa obesidade? Há evidências de que ambos os casos podem ocorrer, mas muitos profissionais de fitness e saúde indicam que mais vezes do que não, a depressão leva ao aumento de peso. Pessoas muitas vezes comem em excesso para se sentir melhor por causa de sentimentos de depressão. O exercício pode ajudar a aliviar a depressão, lhe colocando em um melhor estado de espírito e melhorando o seu bem-estar. Se achar mais atraente e até  se sentir bem, com mais energia é sempre um bom motivador para comer saudável e se manter fisicamente ativa. E as pessoas se sentem  melhor quando são saudáveis​​.

Estudos mostram que a prática de exercício está ligada a uma resistência mais elevada em combater o stress. A prática de exercício fornece ao seu corpo uma espécie de armadura natural contra a negatividade do mundo. Veja só o que o Departamento de Psicologia de Zurique relata em seus estudos:

Dezoito atletas de elite, 50 atletas amadores e 24 homens destreinados foram expostos a um estressor psicossocial em laboratório e padronizado. As medidas repetidas de cortisol (hormônio liberado durante situações de stress) ao salivar, freqüência cardíaca e respostas psicológicas ao estresse psicossocial foram comparados entre os três grupos de estudo. Os esportistas de elite exibiram níveis bem mais baixos de cortisol, menor freqüência cardíaca, e menos reacções de ansiedade, em comparação com indivíduos não treinados.

Isso indica que não só exercícios aliviam stress e ansiedade à curto prazo mas podem também ‘treinar’ o seu corpo à longo prazo e como o seu organismo responde à essas situações de stress. O exercício tem muitos benefícios para serem todos explicados aqui. Mas se você está se sentindo um pouco para baixo, experimente se exercitar. Quem sabe, um dia você pode até começar a poupar algum dinheiro com a medicação que você está tomando.

Mais dinheiro, um corpo mais bonito e saudável, menos stress, mais saúde, mais confiança… o que falta para te convencer? 😉

Seja inteligente ao estabelecer metas!

Será que as suas metas são realistas?
Será que as suas metas são realistas?

Se perguntando porque o seu plano de dieta ou exercícios sempre falha? Você é vítima do efeito sanfona constantemente? Talvez a maneira como você traça os seus objetivos seja árdua demais, o que leva a deslizes e eventualmente a desistência. Aprenda como mudar isso.

Embora seu objetivo final é a perda de peso, a criação de uma série de mini-metas é uma ótima maneira de chegar lá. Elas irão ajudá- la a identificar e mudar os comportamentos que você precisa para ter sucesso à longo prazo!

Como estabelecer uma meta inteligente

Comece com uma ação mensurável que você tenha certo controle em atingir. Em vez de: “Eu quero perder peso”, tente: “Eu quero ser mais ativa. ”

Decida especificamente o que fazer, por exemplo, ” Toda manhã, às 07:00, eu vou praticar o meu vídeo de treino favorito.” (caso você queira seguir um DVD de treinamento físico em casa mesmo)

Você está confiante de que possa concluir essas metas? Se a resposta for não, reavalie e mude para um objetivo mais realista.

Verifique se a sua mini- meta faz sentido com o objetivo geral de perda de peso. Enquanto eliminar o chocolate da sua dieta é realmente um grande objetivo, se você já não come muito chocolate desde já, essa mini- meta não terá muito impacto sobre a sua perda de peso. Escolha algo que realmente vai fazer diferença.

Depois de tentar  atingir a sua meta por um período de tempo (uma semana ou mais), avalie como o seu plano está indo. Mude e ajuste de modo que você possa manter e alcançar o seu objetivo.

Por que essa estratégia

Ao ajustar o seu comportamento através de pequenas metas, você será capaz de se concentrar em pequenas mudanças à curto prazo, mudanças que levarão à outras mudanças de longo prazo, com resultados visíveis. Lembre-se, perder peso é uma maratona, não uma 5K. Cada passo você dá te leva mais perto da linha de chegada.

Como aliviar dores pós-treino

Se você se desanima em malhar só pensando na dor do dia seguinte, não se preocupe. Hoje lhe damos dicas muito simples de como aliviar dores pós-treino!

Como cuidar de dores pós-treino
Como cuidar de dores pós-treino

 

Pense duas vezes antes de sair correndo de uma aula de ginástica e pular o relaxamento. Treinos físicos, mais especificamente musculação, causam pequenos ‘rasgos’ nas fibras musculares, o que eventualmente provoca a hipertrofia ou crescimento muscular. Esse processo é também o que faz com que você sinta dor na manhã seguinte, por isso você pode precisar de alongamento e uma pausa para descansar os músculos. Quando aumentamos qualquer progressão de exercícios muito rapidamente, seja na intensidade, frequência ou duração, sem dar ao seu corpo tempo para se recuperar, deixamos os músculos sobrecarregados e tensos, o que pode levar a problemas como tendinite. Quer saber se seus músculos podem se beneficiar com algumas técnicas para evitar dores pós-treino? Aqui vão algumas dicas para você experimentar:

1. Faça auto massagem com uma bola ou rolinho de espuma
Algumas pesquisas sugerem que apenas 10 minutos de massagem profunda pós-treino melhora a eficácia das células provedoras de energia (mitocôndrias) nas paredes celulares, além de criar um efeito natural de alívio da dor. A massagem também ajuda a diminuir a inflamação.  O uso de uma bola para auto-massagem tem o mesmo efeito, relaxando ‘nós’ musculares.  Tecidos musculares em tensão podem levar ao desequilíbrios em todo o corpo. Massagem também ajuda a trazer de volta o equilíbrio de fluidos para os músculos, e à longo prazo pode aumentar a mobilidade e flexibilidade.

2. Aplicar gelo ou aquecer?
Há muito debate sobre aquecimento e aplicação de gelo. Tensões musculares recentes passam por um estágio de inflamação, e o calor podem aumentar a inflamação. Ao invés é melhor aplicar gelo sobre a área afetada. O gelo é um anti-inflamatório natural e pode ajudar a reduzir a dor muscular tardia (DMT). No entanto, se o gelo não oferece auxílio depois de alguns dias, considere consultar com um profissional para ver se há um problema mais sério.

3. Continue malhando!
Exercício em geral, incluindo cardio de baixa intensidade, como caminhada ou uma corrida leve, não causa nenhum efeito negativo se praticado um dia depois de um treino mais pesado. Na verdade, ele ajuda a liberar o acúmulo de ácido láctico que pode estar causando a dor muscular. O exercício também pode ajudar a soltar e esticar seus músculos melhor do que se você evitasse qualquer tipo de atividade física. Mas lembre-se de sempre ouvir e respeitar o seu corpo,se você está com dor, simplesmente descanse.

4. Coma alimentos anti-inflamatórios
Não há nenhuma razão para adicionar mais inflamação ao seu corpo através dos alimentos que você consome. A proteína é o bloco de construção de massa muscular magra, escolha proteínas magras. Concentre-se em comer gorduras e proteínas saudáveis para ajudar a lhe dar energia e evitar alimentos inflamatórios como café, doces e pão branco.

5. Durma bem
Os médicos recomendam cerca de oito horas de sono por noite, e por bons motivos. O sono é necessário para a recuperação do seu corpo. Porque você está, na maior parte do tempo, imóvel enquanto dorme, o oxigênio flui mais facilmente para os músculos ajudando-os a se recuperar. O cenário ideal é ter um horário para ir dormir e acordar consistente, assim mantendo os ritmos do corpo equilibrados. Se você geralmente tende a dormir cerca de seis horas por noite, tente iniciar uma rotina para relaxar o corpo no mesmo horário todos os dias.

6. Beba água!
Não só é importante se manter hidratado durante os treinos, mas também beber água constantemente durante todo o dia. Cada sistema e órgão no nosso corpo depende de água para funcionar. Se manter hidratada é uma necessidade básica de saúde que evita doenças e problemas com a coagulação do sangue, saliva e produção de suor. Isso é extremamente importante em dias mais quentes como durante o verão quando suamos mais. Encha uma garrafa de água todos os dias e tentar beber ao menos 13 copos por dia para homens, ou 9 copos para as mulheres.

Será que você consegue incluir estes hábitos no seu dia-a-dia ou pelo menos em dias de treino? Você também é vítima da dor do dia seguinte? Conte pra nós sobre a sua experiência nos comentários abaixo!

Não precisa ser louca por exercícios para emagrecer.Caminhar emagrece também!

Você é daquelas que reclamam por não ter tempo de malhar? Ou simplesmente não curte ir à academia, suar a camisa ou não consegue achar um exercício que goste? Sabia que caminhar emagrece? Essa atividade além de ser fácil, requer muito pouco preparo ou aptidão física. Veja aqui como você pode incluir caminhadas no seu dia-a-dia e queimar calorias em apenas 30 minutos diários!

Caminhar também queima calorias!
Caminhar também queima calorias!

Para perder peso e mantê-lo, você precisa se mover. Que tal incluir uma caminhada na sua rotina para relaxar, aliviar o stress e ainda auxiliar a perda de peso?

Caminhar em um ritmo moderado por 30-60 minutos, queima gordura localizada e pode construir massa magra, o que acelera o seu metabolismo. Caminhar de trinta minutos a uma hora por dia também está associado com a diminuição de risco de doença cardíaca, câncer de mama , câncer de cólon , diabetes e derrame.

Você sabia que as calorias de uma barra de chocolate levam de 4 a 6 quilômetros para queimar? Então a chave para a perda de peso com a caminhada é também comer menos calorias, ou menos chocolate 😉 . Lembre-se de que é necessário fazer alongamento antes de caminhadas. Veja como o alongamento também faz parte de um plano de emagrecimento. 

Agora vamos ao plano de ação: a hora do almoço pode ser um ótimo momento para iniciar uma rotina de treino e fazer caminhadas. Aqui estão algumas dicas para aproveitar o máximo de 30 minutos de caminhada. Em 30 minutos você pode cobrir entre 2 a 4 quilômetros. Você pode queimar até 200 calorias, dependendo da distância percorrida e o seu peso.

Profissionais de saúde recomendam pelo menos 150 minutos por semana de exercício de intensidade moderada, como uma caminhada rápida por exemplo. Se você gosta de fazer caminhadas durante o seu horário de almoço na maioria dos dias da semana, você já alcançou o requisito mínimo para ajudar a combater os riscos de saúde relacionados à inatividade e obesidade. Você deve reservar pelo menos 10 minutos de caminhadas diárias na sua semana.

Quanta atividade é necessária?

Preparo e Planejamento
Onde você pode andar para que você tenha o mínimo de interrupções? Você pode usar uma esteira, andar dentro de casa, ou andar ao ar livre. Escolha um trajeto que tenha menos cruzamentos. Se você sabe a distância que você pode andar em 30 minutos, pode traçar uma rota circular. Se não, você pode optar por um trajeto mais curto, que você possa repetir várias vezes.

Use calçados esportivos: você pode caminhar usando qualquer tipo calçado para ir ao trabalho ou faculdade. Mas, para ter um bom empenho durante as suas caminhadas, o melhor é mudar para calçados esportivos. Dependendo do tempo você também pode precisar de roupas apropriadas, mais leves e até um boné para proteger a sua pele do sol. Você pode levar uma camiseta a mais para o trabalho e fazer a troca antes e depois que terminar a caminhada.

Comer antes ou depois: a maioria das pessoas preferem se exercitar e então fazer a refeição logo após. Se você estiver com muita fome na hora do almoço mas ainda quiser fazer a sua caminhada antes de comer, tome um copo de água ou coma uma fruta. Um almoço leve após a sua caminhada vai nutrir os músculos para que eles possam se recuperar e crescerem mais fortes.

Aquecimento
Comece com um ritmo de passo fácil por uns três minutos. Use esse tempo para sacudir os membros e flexionar os músculos, se passou por um bom tempo sentada ou em pé.

Mantenha a boa postura: energize a sua caminhada, relaxando e soltando seus ombros e em pé, com estômago contraído e pélvis ligeiramente inclinada para a frente. Posicione o seu queixo para cima e olhando sempre para frente.

Que tal se esticar? Você deve incluir uma rápida rotina de alongamento depois de alguns minutos de caminhada. Mas você também pode deixar o alongamento para fazer após a sua caminhada ou como a sua própria atividade de exercício em outro momento.

Acelerando o passo
Caminhe em ritmo acelerado por 10 a 25 minutos, deixando cerca de 1-3 minutos para voltar ao passo inicial.

A intenção deve ser de alcançar de 50% a 70 % do máximo da sua freqüência cardíaca. Se você não tiver um medidor de frequência cardíaca, mantenha o passo quando notar a diferença na sua respiração que deve ser mais acelerada do que o normal, porém você deve ainda ser capaz de falar enquanto caminha.

Adicionando períodos de ‘tiro’ (quando aumenta consideravelmente o passo da caminhada por 30 segundos ou 1 minuto) ou subir escadas pode aumentar a queima de calorias da sua caminhada. Após o aquecimento com um passo moderado, ande o mais rápido que puder por 30 segundos. Então retorne para um ritmo acelerado, porém mais baixo por dois minutos. Repita de três a quatro vezes, reservando tempo para o relaxamento.

Pegue leve
Alguns dias você vai querer levar um passo mais fácil, e isto não é um problema. Você pode passar os 30 minutos caminhando em um ritmo fácil e confortável. Concentre-se em uma boa postura e na sua respiração.

Varie as suas caminhadas
Modifique o trajeto das caminhadas constantemente para evitar o tédio e manter um certo nível de desafio para o seu corpo. Se você sempre usa uma esteira, inove com caminhadas ao ar livre sempre que possível.

Convide outros para acompanhá-la
Andar sozinha é ótimo, mas você tem mais chances em manter a sua rotina se tiver alguém com você para manter a motivação.Dessa maneira será mais difícil inventar desculpas e o seu amigo, ou amiga agradecerá o incentivo também!

Musculação ou exercícios aeróbicos? O que é melhor?

Qual é o seu tipo de treino? Ginástica aeróbica ou musculação localizada? Leia mais sobre os benefícios de cada estilo de exercício e escolha a melhor rotina para você!

Qual a sua preferência? Musculação ou exercícios aeróbicos?
Qual a sua preferência? Musculação ou exercícios aeróbicos?

 

 É difícil de acreditar que o exercício, o que parece ser um tema relativamente simples, possa causar tanto debate. No entanto, ao avaliar a eficácia do treinamento de peso em comparação aos exercícios aeróbicos (ou cardio), há uma abundância de opiniões conflitantes sobre o que é melhor – e este debate nunca parece se resolver. Por isso, decidimos relacionar os benefícios e riscos das duas formas de exercício. Assim você pode fazer uma escolha informada sobre qual treino escolher!

Exercícios aeróbicos

O maior benefício de seguir um plano de exercícios aeróbicos é a mudança na sua aptidão cardiovascular, que melhora imensamente com esse tipo de regime de treinamento. Exercícios aeróbicos regulares fazem com que seus pulmões processem mais oxigênio com menos esforço, ajudam o seu coração a bombear mais sangue com menos batidas , eo fornecimento de sangue direcionado para os seus músculos para aumentar. Como resultado, através da realização de exercícios cardiovasculares você está aumentando a resistência e eficiência do seu corpo.

Benefícios Adicionais
Além dos benefícios cardiovasculares , outros benefícios do exercício aeróbico incluem:

Perda de peso: Combinado com uma dieta saudável e treinamento de força apropriado, o exercício aeróbico vai ajudar você a perder peso.

Melhoria da saúde mental: quando se pratica exercícios aeróbicos regularmente, o corpo libera endorfinas, analgésicos naturais do seu corpo. As endorfinas também reduzem o estresse, depressão e ansiedade.

Melhoria do sistema imunitário: Pessoas que se exercitam regularmente são menos suscetíveis a doenças virais, como gripes e resfriados. É possível que o exercício aeróbico ajude a ativar o sistema imunológico e preparar -lo para combater infecções.

Melhoria da saúde muscular: O exercício aeróbico estimula o crescimento de pequenos vasos sanguíneos (capilares) em seus músculos. Isso ajuda seu corpo a produzir mais eficientemente o oxigênio para os músculos e retirar deles irritante resíduos metabólicos, como o ácido láctico. Isso pode diminuir o desconforto, se você tiver dor muscular crônica ou dor crônica lombar.

Ginástica localizada ou Musculação

Melhorar ou manter a saúde deve ser o objetivo principal quando praticando um programa de exercícios. Saúde não se refere apenas a ausência de doença ou enfermidade, mas podem incluir a maneira como uma pessoa se sente sobre o seu corpo, a sua confiança sobre a participação em uma variedade de atividades e sua atitude geral para com a vida. O treinamento de resistência (musculação) pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento da auto- confiança e satisfação com o corpo, aumentando a força, tonificando músculos e aumentando a resistência muscular. Ele também pode ajudar a manter a massa corporal magra (importante para quem quer emagrecer), diminuir o risco de osteoporose, desenvolver a coordenação e equilíbrio, e prevenir lesões resultantes de músculos fracos.

Usando pesos livres, uma pessoa vai conseguir uma maior massa muscular em relação ao exercício aeróbio. Praticar a musculação com pesos das máquinas é excelente para quando uma pessoa quer usar pesos mais leves e executar um elevado número de repetições. No entanto, os pesos livres formam massa mais rápido do que exercícios da máquina.

As vantagens em usar pesos livres para musculação

Uma ampla variedade de exercícios pode ser realizada

Os resultados são rápidos e perceptíveis

O equipamento é muitas vezes de baixo custo, e é portátil

Os pesos livres são adequados para todas as formas e tamanhos

Ele cria um movimento mais natural em comparação com máquinas

Massa magra (músculo) queima calorias naturalmente no corpo, mesmo após o treino

Exercícios que utilizam pesos livres são muitas vezes bons para a reabilitação de lesões

Riscos de treinamento com peso

Maior cautela é necessária, já que o risco de lesão é maior

Há uma necessidade de apoio lombar, ou costas fortes e músculos abdominais, ao realizar certos exercícios com pesos livres como agachamentos ou legpress

Há muito mais para se lembrar sobre como fazer cada exercício com segurança e corretamente

 

A bem da verdade é que ambos treinos, musculação e exercício aeróbicos  podem fornecer o tipo de exercício vigoroso que você precisa. Para um melhor condicionamento físico pratique os dois tipos, assim você queima calorias durante e após os treinos e adiciona variedade aos seus treinos.

Os 10 melhores exercícios para queimar calorias!

Se a sua intenção é queimar calorias ao máximo você não pode perder o blog de hoje! Veja o que preparamos especialmente para você, um ranking dos 10 melhores exercícios para queimar calorias!

Nadar é um dos melhores exercícios para queimar calorias
Nadar é um dos melhores exercícios para queimar calorias

 

1. Natação

Calorias queimadas por hora: 500 a 800

Maior benefício para a saúde da natação é a sua completa falta de impacto nas articulações. Se você tem uma piscina ou, pelo menos, acesso a uma, experimente dedicar tempo à este esporte. Nada queima calorias melhor do que nadar rápido, tente fazer uma braçada fácil, e logo após uma mais rápida, duas fáceis, duas rápidas, e assim por diante. Não passe mais do que 10% do seu tempo na água sem nadar para queimar o máximo de calorias e tente dividir os períodos de descanso em 2, pausando por apenas 10 segundos entre braçadas.

2. Cooper

Calorias queimadas por hora: 550-900

Cooper (ou jogging), o meio-termo entre caminhada e corrida, pode ser uma grande oportunidade para queimar gordura e calorias no geral. Você não precisa correr o mais rápido que puder, um simples trote ao longo de um período de tempo vai fazer maravilhas para a sua aptidão cardiovascular, bem como ajudar a tonificar e fortalecer os músculos do abdómen. A chave é correr por uma distância significativa, por isso não acabe com a sua energia logo no começo do exercício e mantenha um ritmo constante.

3. Musculação

Calorias queimadas por hora:  cerca de 500

É possível queimar até 500 calorias em uma hora durante a execução de levantamento de peso ou exercícios de treinamento de força. Quando você está levantando pesos, você está queimando calorias e continua queimando mesmo após o término do treino. O corpo deve também trazer freqüência cardíaca e respiratória de volta a um nível normal. O coração trabalha duro para bombear o sangue re-oxigenado por todo o corpo e trazer a temperatura do corpo volta ao seu nível normal. Esses processos também queimar calorias. Quanto mais longo e mais intenso o seu treino de musculação for, mais tempo vai demorar para o seu corpo executar todas essas funções e mais calorias você irá queimar pós-treino. Saiba mais sobre a técnica de cutting.

4. Esportes de raquete

Calorias queimadas por hora: 600 a 900

Iniciar, parar. Iniciar, parar. Iniciar, parar. Esse é o ritmo de esportes como tênis e squash. É um ótimo treino, no entanto você não deve praticar esses esportes se tem joelhos ou tornozelos ruins. Lembre-se, para o benefício físico máximo, jogar tênis individualmente ao invés de em duplas é melhor porque você vai cobrir mais terreno durante uma partida. Seus ombros, braços e quadris irão se beneficiar bastante com o treino, mesmo se você for um iniciante.

5. Escada

Calorias queimadas por hora: 650-900

O movimento de subir os degraus de uma escada trabalha não só a sua parte inferior do corpo, mas rapidamente tonifica seus glúteos e também fortalece os músculos da parte superior do seu corpo. Se você tiver um condicionamento físico avançado experimente pular um degrau com os dois pés juntos, e gradualmente avançar para dois degraus de cada vez.

6. Artes Marciais

Calorias queimadas por hora: de 700 a 1.100

Seja karatê, judô, tae kwon do, ou qualquer outra arte marcial, você não tem como errar. Qualquer atividade em que você esteja se movendo rapidamente e em uma variedade de maneiras, certamente irá tonificar e queimar calorias. Lembre-se, você não tem que aprender esta habilidade com a intenção de lutar ou se tornar atleta profissional. As academias estão cheias de pessoas aprendendo esportes de combate, sem a intenção de entrar no ringue.

7. Andar de bicicleta

Calorias queimadas por hora: 600 a 1.000

Este exercício pode ser feito por um longo período de tempo sem cansar os músculos das pernas, por isso pode ser praticado por praticamente qualquer pessoa. Seu coração e pulmões são usados constantemente para essa atividade, que é excelente para melhorar seus níveis de aptidão cardiovascular. Com mais tempo de prática, os pulmões ficam mais fortes e você é capaz de transportar oxigênio ao redor do corpo mais eficientemente, o que é a chave para um alto nível de aptidão. Sua pressão arterial em repouso irá diminuir assim como os seus níveis de gordura no sangue. Tudo isso combinado vai reduzir o risco de doença cardíaca além de auxiliar a perda de peso.

8. Pular Corda

Calorias queimadas por hora: de 700 a 1.100

Boxeadores fazem isso para se aquecer, mas depois de poucos minutos dessa atividade, você vai estar considerando isso mais que um simples aquecimento. Pular corda é simples, mas eficaz, e trabalha todo o corpo, como também ajuda com a coordenação olho-mão. Uma vez que você domina os saltos básicos, pode ser divertido tentar incorporar balanços laterais e padrões de cruzamento para a sua rotina. Este exercício vai deixar você suando e torrando calorias em pouco tempo.

9. Futebol

Calorias queimadas por hora: de 900 a 1.400

No futebol, você anda um pouco, corre um pouco, e logo corre mais; mas a principal coisa a lembrar é que você está sempre em movimento. Considerando o tamanho do campo em que você jogar certamente estará se movimento em grande parte do tempo para cobrir território. Você terá a chance de correr para trás e para os lados, mantendo o seu corpo flexível e apto. Lembre-se, a virilha e quadril são áreas muito comuns onde ocorrem as lesões musculares durante um treino de futebol, por isso é muito importante fazer alongamento antes de começar a jogar.

10. Corrida

Calorias queimadas por hora: de 900 a 1.500

Caminhadas e cooper são ótimas opções de exercícios e queimam calorias, mas aumentando o seu ritmo vai significar mais calorias queimadas e maior tonificação de seus músculos. Com a corrida você trabalha diversas partes do seu corpo, a partir das suas panturrilhas para o seu abdómen e peitorais. Para ter um melhor potencial de queima de calorias, tente manter a sua velocidade acima de 12 quilómetros por hora. Correndo na natureza, seja em uma trilha ou mesmo em uma área residencial oferece uma mudança constante de cenário que vai fazer deixar você mais contente do que em uma esteira.

E então? Qual a sua atividade favorita? Será que você pode implementar uma dessas rotinas no seu dia-a-dia para torrar calorias? Deixe-nos um comentário!

Mitos Sobre Exercícios

 Alguns mitos sobre exercícios sempre estarão lhe rondando. Aqui estão 7 mitos que você precisa ter certeza de que não está acreditando e cometendo erros no seu treino, pois o seu sucesso depende disso. 

1.Você precisa fazer abdominais para obter uma barriga chapada 

Este mito obriga muitas pessoas a passarem muito mais tempo na academia do que o necessário. Muitas vezes metade do tempo da rotina de exercícios é dedicado à formação do abdómen. Não me interpretem mal,um abdómen forte é extremamente importante. No entanto, você pode obter um ótimo treino abdominal praticando musculação com peso em pesado ou agachamentos. Além disso, uma boa dieta é necessária para cultivar os músculos abdominais. Você nunca será capaz de vê-los com uma camada de gordura cobrindo-os por cima.

Continue reading Mitos Sobre Exercícios