Multivitamínicos, para que servem e quando utilizá-los.

Você já se perguntou alguma vez se deve incluir multivitamínicos na sua dieta? Será que eles substituem a salada de espinafre que você não gosta? Descubra agora!

Você suplementa a sua dieta com multivitamínicos?
Você suplementa a sua dieta com multivitamínicos?

 

O que são as vitaminas e minerais?

Vitaminas e minerais fazem com que o organismo funcione corretamente. Apesar de ingerirmos vitaminas e minerais através dos alimentos que comemos todos os dias, alguns alimentos têm mais vitaminas e minerais do que outros.

As vitaminas se dividem em duas categorias: solúveis em gordura e solúveis em água. As vitaminas solúveis em gordura – A, D , E e K – dissolvem em gordura e podem ser armazenada no nosso corpo. As vitaminas solúveis em água – C e as vitaminas do complexo B (como as vitaminas B6 , B12 , niacina , riboflavina e ácido fólico) – se dissolvem na água antes que o seu corpo possa absorvê-las. Por isso não é possível armazená-las no corpo mesmo quando ingeridas em excesso. Qualquer vitamina C ou B que o seu corpo não usa à medida que passa através de seu sistema é perdida (principalmente na urina). Então você precisa de um novo suprimento dessas vitaminas todos os dias.

Considerando que as vitaminas são substâncias orgânicas (feitos por plantas ou animais), os minerais são elementos inorgânicos que vêm do solo e da água e são absorvidos pelas plantas ou comidos por animais. Seu corpo precisa de quantidades maiores de alguns minerais, tais como o cálcio, para crescer e se manter saudável. Outros minerais como cromo, cobre, iodo, ferro , selênio e zinco são chamados minerais, porque você só precisa de quantidades muito pequenas deles todos os dias.

Os nutrientes essenciais que o corpo necessita podem ser colocados em pílulas, como os multivitamínicos e eles são muito importantes para algumas pessoas, em situações medicamente definidas: quando há deficiência comprovada ou risco de deficiência, por exemplo, quando a capacidade de absorver vitaminas é prejudicada como a doença celíaca ou após uma cirurgia intestinal. Um complexo de multivitaminas pode ser útil para alguns indivíduos que não tem uma dieta balanceada, mas uma pílula de vitamina não podem oferecer a mesma gama de nutrientes que os alimentos podem.

Vitaminas lipossolúveis tendem a se acumular no corpo, assim altas doses de suplementos poderia potencialmente causar toxicidade. Isso pode acontecer com as vitaminas A e D, mas apenas em níveis extremos de ingestão.

O aconselhamento médico é, portanto, não tomar vitaminas extras. Não está claro por que os supermercados e as chamadas ‘lojas de produtos naturais ‘ são autorizados a continuar a vender multivitamínicos sem prescrição. O melhor caminho, sem dúvida , é o de evitar multivitamínicos, e ter uma dieta balanceada para obter uma gama variada de nutrientes através da fonte alimentar. Além do mais, como mencionado antes, vitaminas solúveis em gordura em excesso podem se acumular no organismo e causar problemas para a sua saúde. Consulte sempre o seu médico antes de adquirir um multivitamínico para saber se você realmente precisa de um e qual a quantidade a tomar.