Será que você é uma falsa magra?

Um corpo magro nem sempre é sinônimo de saúde! Saiba como diferenciar o peso proveniente de gordura e de massa muscular, e como ter um corpo não só magro mas saudável.

Será que você é uma falsa magra?
Será que você é uma falsa magra?

 

Falsa magra é o nome dado para as pessoas que são magras , mas ainda tem uma alta porcentagem de gordura corporal. Por exemplo, comparamos duas mulheres fictícias que pesam o mesmo, mas uma delas tem uma maior percentagem de gordura corporal:

Mulher “A” – 55kg com 25 % de gordura corporal
Mulher “B” – 55kg com 15 % de gordura corporal

Ninguém irá dizer que qualquer uma destas mulheres está acima do peso. No entanto, uma delas tem a composição corporal mais saudável ​​do que o outra, mesmo que elas tenham o mesmo peso.

A mulher “A” é provavelmente infeliz com a sua aparência. Sua cintura, quadris e coxas provavelmente são maiores, e ela mais do que provavelmente não se exercita ou come corretamente. Ela terá muito pouca massa muscular e a grande parte de sua massa corporal é gordura.

A mulher “B” tem um estômago definido. Ela provavelmente se exercita todos os dias, e mais do que provavelmente, ela tem um bom conhecimento sobre nutrição. Ela tem bastante massa muscular e está em boa forma, já que músculo lhe ajuda a queimar mais gordura.

Esta é uma das muitas razões pela qual você não deve se basear na balança quando quer entrar em forma. Neste exemplo ambas mulheres pesam 55kg, mas a mulher “B” tem quase a metade da quantidade de gordura em seu corpo.

Como as pessoas se tornam falsas magras?

Normalmente existem duas principais razões pelas quais isso acontece

Razão 1:

Elas fazem dieta mas não se exercitam. Músculo precisa de estímulo para crescer, especialmente durante a dieta. Se você está ingerindo uma quantidade de calorias abaixo do mínimo necessário para a manutenção e funcionamento do organismo, seu corpo queima tecido muscular para produzir energia. Dessa maneiro você perde músculo ao invés de ganhar. Se você quer perder peso tem que entender a diferença entre perder gordura e tecido magro. E para criar músculos é preciso se exercitar, mesmo que sejam apenas 30 minutos por dia de musculação.

Razão 2:

Elas não consomem calorias suficientes. Tecido muscular precisa de calorias para se manter e aumentar. O músculo está constantemente queimando calorias para você, mesmo enquanto você está lá sentada assistindo TV. Por isso entenda que é imperativo que você faça o que for necessário para manter tecido muscular durante a dieta, o que pode significar aumentar a quantidade de calorias que você ingere.

Comer muito poucas calorias coloca seu corpo em um estado altamente catabólico. Quando você come menos calorias do que precisa os mecanismos de fome do seu corpo entram em ação, e o organismo começa a ‘queimar’ o que é desnecessário para produzir energia. Já que o músculo requer tantas calorias para se manter e não é necessário em grandes quantidades para se sobreviver, seu corpo segura as suas reservas de gordura (energia) e se livra de músculo desnecessários.

Então, se você já se perguntou como alguém pode ser magro e gordo e ao mesmo tempo, esta é a resposta. Com um pouco de orientação qualquer um pode se colocar no caminho certo para alcançar o que realmente quer: a perda de gordura.

Conheça os 6 erros mais comuns cometidos nas academias!

 exercicios-para-treinar-tricpes

 

Entrar em forma e iniciar uma rotina de exercícios de maneira correta e eficiente não é tão simples e fácil quanto pode parecer. O primeiro passo é sim tomar a decisão em mudar seu estilo de vida, mas e então? O que vem depois da matrícula na academia? Hoje lhe ajudamos a começar seu treino de uma maneira correta, aproveitando ao máximo o tempo que você tem disponível para se exercitar e evitando lesões musculares. Conheça os 6 erros mais comuns cometidos em academias e aprenda como evitá-los!

 

1. Alongamento

Muitas pessoas deixam de praticar o alongamento, que é tão importante ser feito antes dos exercícios. A recomendação geral é de que cada grupo muscular seja alongado por ao menos 15 segundos e no máximo 45 segundos. Por isso, reserve um tempo de ao menos 3 minutos antes de começar a sua rotina, dessa maneira você aquece o seu corpo evitando grandes impactos e dando mais flexibilidade aos seus músculos assim evitando lesões futuras.

2. Aeróbicos e Musculação

Para evitar lesões ou fadiga muscular é muito importante que você varie nos tipos de treinos. Praticar exercícios aeróbicos como corridas 5 vezes durante à semana por exemplo pode levar ao desgaste muscular e provocar inchaços e pequenos desligamentos musculares. O mesmo ocorrerá se houver somente a prática de musculação ou exercícios de resistência por mais de 4 dias durante a semana; é necessário um período de descanso, ou variação de movimentos para que o corpo possa se recuperar e formar novos tecidos musculares. Por isso, dependendo do seu objetivo, varie o seu treino entre exercícios aeróbicos e musculação durante a semana, sempre reservando tempo de descanso ao menos 1 dia da semana.

3. Overtraining

Um erro muito comum cometido por iniciantes é de tentar malhar tudo o que não foi feito nos últimos anos em 1 semana. É comprovado de que treinar em excesso faz mal. O exagero em se exercitar pode levar ao desgaste muscular e até perda de massa magra, ou seja, músculo. Além disso muitas são as chances de você se exaurir e acabar desistindo do seu plano, sendo assim tenha em mente uma rotina realista com o seu ritmo e aumente a resistência aos poucos, dando tempo ao seu corpo em se adaptar às novas atividades.

4. Roupas adequadas

Não seja aquela pessoa na academia com 3 blusas de manga comprida suando horrores na esteira quando está fazendo 40 graus. Diz a lenda que quanto mais suamos mais calorias estamos queimando, mas isso não é necessariamente verdade. O suor em excesso provocado dessa maneira é resultado da perda de água no corpo o que piora o seu desempenho durante o treino devido à desidratação. Escolha roupas leves e com tecido que respiram para que você esteja confortável e possa manter a temperatura do seu corpo adequada.

5. Postura correta

Mantenha a concentração durante exercícios em sua postura, isso lhe ajudará a evitar lesões e obter os resultados que espera de cada exercício. Pense que a sua cabeça deve estar sempre posicionada no prolongamento da coluna. Em exercícios como o pulley é extremamente importante que você se mantenha olhando para a frente e os seus braços estejam alinhados com a barra, nunca atrás dela. Já quando for treinar peito, no aparelho supino por exemplo lembre-se de manter a parte superior das costas e ombros firme no banco para garantir suporte e sustentação. Durante abdominais mantenha os pés posicionados próximos ao quadril, com as costas apoiadas no chão, fixando a vista para frente na diagonal e contraindo a musculatura abdominal ao subir e descer. Procure instruções específicas que geralmente constam em cada aparelho antes de iniciar o exercício.

6. Se exercitar mesmo com dor

Esse erro é também muito comum mas é extremamente importante que se dê atenção aos sinais do corpo. Se existem dores musculares fortes, dores de cabeça ou mal-estar, não ignore estes sintomas. Seguindo com sua rotina de exercícios quando na verdade seu corpo está pedindo um descanso só leva a maiores danos para a sua saúde e acarreta em lhe manter fora da academia por mais tempo ainda, tendo que se recuperar de algo mais sério. Por isso, seja cuidadosa e cuide bem do seu corpo, prevenindo lesões sérias e mantendo um ritmo saudável de exercícios.

 

Gostou das dicas? Diga para nós se tem algum tema de sua preferência! Envie sugestões para sugestoes@contarcalorias.com.br 😉

 

Entrevista com Giovana Guido, especialista em Nutrição Esportiva

Esta semana encontramos com Giovana Guido,  Nutricionista Esportiva muito bem estabelecida em sua área, ela usa de canais como You Tube e Facebook para atender e ajudar seus milhares de seguidores a levar uma vida mais saudável. Saiba um pouco mais a respeito dessa profissional que está guiando seus clientes como exemplo e competindo como ‘atleta fitness iniciante’, mesmo que de iniciante ela não tenha nada! 

Continue reading Entrevista com Giovana Guido, especialista em Nutrição Esportiva

Entenda os diferentes tipos de proteína em suplementos e fontes alimentícias.

Já se viu parado em frente à uma prateleira com tipos de proteína variados, confuso sem saber o que comprar? Este é um cenário muito comum para pessoas buscando ganhar peso em massa muscular. Hoje lhe ajudamos a aprender um pouco mais à respeito dos diferentes tipos existentes no mercado para que você possa comprar sabendo exatamente o que está levando pra casa, e colocando no seu organismo.

O que é proteína?
A proteína é um complexo molecular de aminoácidos necessário para diversas funções no organismo e uma delas é reconstruir tecido celular. Quando nos exercitamos fazendo musculação rompemos tecidos (músculo), e para refazê-lo e acumular tecido novo é necessário o descanso e ingestão de alimentos com teor protéico alto. Diferentes tipos de proteína no mercado tem ação variada de acordo com tempo de digestão e concentração de aminoácidos. Leia adiante exemplos de fontes de proteína para saber qual é a melhor escolha para você.

Continue reading Entenda os diferentes tipos de proteína em suplementos e fontes alimentícias.