Administrando o Stress

 Exercícios e Stress: movimentando-se para relaxar

Os exercícios em quase todas as suas formas podem atuar como um calmante. Ser ativo pode impulsionar suas endorfinas de forma a sentir-se bem e livrar-se das preocupações diárias.

Você sabe que o exercício faz bem para o seu corpo, mas você está tão ocupado e estressado com a sua rotina que fica difícil encaixar nela a atividade física? Então tenho boas notícias quando se trata de exercício e estresse.

Praticamente qualquer forma de exercício, desde aeróbica até a yoga, pode agir como um calmante. Se você não for um atleta ou mesmo se você estiver totalmente fora de forma, você ainda pode fazer um pouco de exercício como caminhadas para relaxar. Descubra a ligação entre exercício e alívio do estresse e por que o exercício deve ser parte de seu plano de gestão de stress.

Continue reading Administrando o Stress

Exercícios aliviam stress e ansiedade

Além de benefícios à sua saúde física, exercícios aliviam stress e ansiedade
Além de benefícios à sua saúde física, exercícios aliviam stress e ansiedade

 

Você pode já ter tentado diferentes medicamentos para ansiedade ou stress, mas eles ou não funcionam , ou fazem que você se sinta “diferente”. Talvez você simplesmente não goste da idéia de estar usando remédios para isso. Então, qual a sua melhor opção? A sua resposta pode ser…

Se exercite!

Obviamente você não deve parar de tomar medicação recomendada por médicos após ler este artigo. O ponto que estamos tentando explorar é que exercícios são um grande apaziguador do stress.

O exercício libera endorfinas

As endorfinas, abreviação de morfina endógena, são os produtos químicos (peptídeos opióides) que fazem você se sentir bem e que seu corpo libera em resposta a certas coisas como exercícios, orgasmo, dor e amor para citar alguns. Se exercitar é árduo e às vezes doloroso, mas é também uma boa maneira de liberar endorfinas. Se você estiver treinando e testando seus limites fisicamente (com segurança), seu corpo vai liberar endorfinas em resposta ao stress físico que seu corpo está passando.

Essas endorfinas são um grande apaziguador do stress. Se você já reparou como se sente bem depois de um treino duro, saiba que essa é a razão. Essa ‘liga’ que acontece depois de exercícios extenuantes provoca uma liberação de endorfinas para lidar com o stress. Tente ir além de suas limitações físicas e mentais naturais, e o seu corpo vai responder lhe premiando com sentimentos de euforia e felicidade. Com todos os desafios e dificuldades do dia a dia na nossa vida, bem como a ansiedade que acompanha muitas dessas situações, o exercício pode nos ajudar a nos distrair e canalizar essa energia em algo positivo.

Conectando os pontos entre depressão e a obesidade

Há uma forte ligação entre depressão e obesidade. O que veio primeiro: o ovo ou a galinha? Será que a obesidade causa depressão, ou a depressão causa obesidade? Há evidências de que ambos os casos podem ocorrer, mas muitos profissionais de fitness e saúde indicam que mais vezes do que não, a depressão leva ao aumento de peso. Pessoas muitas vezes comem em excesso para se sentir melhor por causa de sentimentos de depressão. O exercício pode ajudar a aliviar a depressão, lhe colocando em um melhor estado de espírito e melhorando o seu bem-estar. Se achar mais atraente e até  se sentir bem, com mais energia é sempre um bom motivador para comer saudável e se manter fisicamente ativa. E as pessoas se sentem  melhor quando são saudáveis​​.

Estudos mostram que a prática de exercício está ligada a uma resistência mais elevada em combater o stress. A prática de exercício fornece ao seu corpo uma espécie de armadura natural contra a negatividade do mundo. Veja só o que o Departamento de Psicologia de Zurique relata em seus estudos:

Dezoito atletas de elite, 50 atletas amadores e 24 homens destreinados foram expostos a um estressor psicossocial em laboratório e padronizado. As medidas repetidas de cortisol (hormônio liberado durante situações de stress) ao salivar, freqüência cardíaca e respostas psicológicas ao estresse psicossocial foram comparados entre os três grupos de estudo. Os esportistas de elite exibiram níveis bem mais baixos de cortisol, menor freqüência cardíaca, e menos reacções de ansiedade, em comparação com indivíduos não treinados.

Isso indica que não só exercícios aliviam stress e ansiedade à curto prazo mas podem também ‘treinar’ o seu corpo à longo prazo e como o seu organismo responde à essas situações de stress. O exercício tem muitos benefícios para serem todos explicados aqui. Mas se você está se sentindo um pouco para baixo, experimente se exercitar. Quem sabe, um dia você pode até começar a poupar algum dinheiro com a medicação que você está tomando.

Mais dinheiro, um corpo mais bonito e saudável, menos stress, mais saúde, mais confiança… o que falta para te convencer? 😉